Minha mãe comentou, constrangida, que eu cometi “um errinho de português” num post outro dia.
– Ái, meu Deus, fala logo! Onde? O que? De que jeito?
– Você escreveu “dautônico”, com “u”, naquela história sobre a confusão com as cores da tinta comprada pelo seu pai. Quando ele mandou pintar a casa de uma cor e o muro de outra. Para ele é tudo a mesma coisa, você sabe, e não se pode mexer no assunto…
– E é com “l” ? Que vergonha! Foi a primeira vez que escrevi essa palavra! E a ultima! Por que você não me avisou antes, mãe?
– E adiantava? Você já tinha esparramado prá todo mundo na internet, uai.