Minha mãe, incansável, organizando um grupo de cinema em Guaxupé em conversa com a tia:
– Quem eu poderia convidar?
– Ah, ninguém tem tempo para essas coisas.
– Se eu chamar a Ismênia?
– Tá enxergando pouco.
– A Nenê?
– Não ouve nada e não usa o aparelho.
– E a Divina?
– Não é todo dia que tá com a cabeça boa.